Em Bonito, professor diz que tocar Dilermando Reis é ‘viver uma eterna saudade’
2017-05-15 17:29:36
O violonista e professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Marcelo Fernandes, que desde o dia 10 deste mês tem interpretado os grandes sucessos de um dos músicos brasileiros de seu tempo, pelo projeto “A música brasileira em seis cordas: Uma homenagem a Dilermando Reis” esteve em Bonito (MS) na última sexta-feira (12).

Durante sua apresentação, o professor contou um pouco da história do artista que escolheu homenagear e destacou que tocar Dilermando Reis é como viver uma saudade eterna. “Ele trazia em suas canções aquela sensação de uma eterna saudade. Era como se sempre estivesse faltando algo. E é assim que eu me sinto toda vez que toco as músicas dele. É algo lúdico, que carrega um sentimentalismo que às vezes é até difícil de compreender”, detalhou.

O produtor cultural Daniel Escrivano, responsável por inscrever o projeto no FIC-MS (Fundos de Investimentos Culturais de Mato Grosso do Sul) também destacou a importância de reviver um artista como Dilermando. “Eu já conhecia o professor e seu trabalho com a música. Ele inclusive baseou seu doutorado no artista e tem muita propriedade para falar de Dilermando. Por isso a gente decidiu disseminar isso, levando um pouco dessa cultura a pessoas comuns, que simplesmente não tem acesso a esse universo tão vasto”, disse.

A ideia foi compartilhada pela diretora da escola municipal João Alves de Arruda, que estendeu o convite para que os pais, alunos e funcionários da unidade participarem da apresentação como parte das atividades em alusão ao Dia das Mães. “Geralmente não temos esse tipo atração cultural na cidade, então quando temos a oportunidade, precisamos aproveitar. Além de ser uma experiência importante na formação das crianças, é também uma chance deles terem um tempinho a mais com os pais e de estreitar a relação família e escola, já que nas atividades extracurriculares promovidas lá, temos muito pouca participação”, explica Silvinette Soler.

O superintendente do FIC/MS, Ricardo Maia, que representou o secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery na apresentação, reafirmou o compromisso do governo de MS em incentivar e promover atividades culturais. “O último edital do FIC contemplou 80 projetos e agora, no segundo semestre de 2017, vamos abrir um novo edital, que deve beneficiar todas as regiões do Estado. Isso faz parte do compromisso do governador Reinado Azambuja em levar desenvolvimento não apenas econômico, mas também social e cultural para todos”, destacou.

O projeto “A música brasileira em seis cordas: Uma homenagem a Dilermando Reis” vai percorrer dez cidades de MS. Neste final de semana Corguinho, Rochedo,  Bonito e Ponta Porã foram beneficiadas.

Cada apresentação conta com a presença de uma cantora; Luciana Fisher, Ana Lucia Gaborim e Andressa Chinzarian que irão interpretar canções populares que foram gravadas por célebres cantores do passado, como Francisco Alves, Carlos Galhardo e Francisco Petrônio.


Fonte: PE
Comentrios.
Deixe um comentrio.