Travesti espanca motorista de aplicativo e diz que sofreu preconceito
2020-05-22 09:16:16
Travesti de 22 anos espancou um motorista de aplicativo de 37 anos, que sofreu ferimentos graves e chegou a ficar desacordado. O caso aconteceu por volta da meia-noite desta sexta-feira (22), na Rua Shoel Araraki, na Vila Carvalho, em Campo Grande. A travesti contou à polícia que a briga começou porque sofreu preconceito e foi agredida pelo motorista.

Conforme boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada para atender ocorrência de vias de fato e quando chegou ao local encontrou o motorista de aplicativo caído com sangramento na região da cabeça e escoriações. A travesti já não estava mais no local. Ela havia ido à delegacia denunciar o fato. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e socorreu a vítima à Santa Casa.

Testemunhas relataram aos policiais que, avistaram a travesti e a vítima brigando dentro do veículo (um Fiat Uno). Alguns motoristas de aplicativo presenciaram a confusão e tentaram separar a briga, mas sem sucesso. Ainda segundo testemunhas, as agressões continuaram e o motorista acabou agredido, também, por outros travestis da região. O veículo da vítima teve os vidros quebrados durante o fato.

A travesti envolvida na briga procurou à Polícia Civil dizendo que havia sofrido discriminação, agressão por parte do motorista e apenas se defendeu. O caso foi registrado como lesão corporal reciproca na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Segundo a assessoria de imprensa da Santa Casa, o motorista deu entrada às 23h45 de ontem. Foi avaliado pela equipe da bucomaxilofacial, neurocirurgia e ortopedia. Ficou em observação clínica até receber alta nesta manhã, às 7h50.
Fonte: CGN
Comentrios.
Deixe um comentrio.