Será o fim dos cilindros de mergulho e do rebreather?
2019-11-21 09:52:29
No último DEMA Show foi exibido o Aquabreather, um capacete de mergulho, que permite ao mergulhador ficar mais de 1h embaixo d’água, e o lançamento causou alvoroço na última edição da feira.

O sistema é baseado em um capacete com um sistema de filtragem baseado nas propriedades dos superóxidos de metais alcalinos, o superóxido de sódio NaO4 e o superóxido de potássio KO₂.

A mistura multicomponente à base de superóxido usada no Aquabreather garante não apenas a absorção de dióxido de carbono CO₂, mas também, na sua conversão em oxigênio com o fator de regeneração necessário.

No Aquabreather, uma mistura regenerativa é mantida em cartuchos descartáveis substituíveis. Apenas dois cartuchos com um volume de 0.66 litros, suficientes para mais de uma hora de mergulho.

Nos Aquabreathers Hydroid, a mistura respiratória (ar) não é exalada para o exterior. Ele circula dentro de um circuito respiratório fechado. Quando exalado, o ar rico em CO₂ entra em um cartucho regenerativo. A mistura multicomponente reage com o CO₂ convertendo-o em oxigênio O₂.

Fabricado na Rússia, o novo capacete permite mergulhos até 42m de profundidade e pesa aproximadamente 4.5Kg. O equipamento possui um computador que passa os dados em tempo real ao mergulhador.

O custo final do produto não foi revelado e já há uma grande fila de espera para a aquisição do produto.

Mais informações clique aqui
Fonte: BRMergulho
Comentrios.
Deixe um comentrio.